terça-feira, 24 de novembro de 2009


Um comentário:

Ethon disse...

Grato pelos adjetivos, vindos de ti, me esforçarei por não desmerecê-los. Tuas HQs e as do Vinícius "eram" mesmo demais, modos de sinalizar o que "queriam" e o que "podiam" esses pincéis tão surpreendentemente próximos, e continuaram por aí, "podendo" e "querendo" fazer coisas como um "Samba Mudo" (Vinícius), ou "Cinema impresso" (em trio de duplas envolvendo ainda Carlos, Jack e Pax). Coisas tão elementares como descompassos entre quereres e poderes ainda me assombram, mas é por isso que a gente... enfim, ainda nos vemos e ativamos por aí, não?